2 anos de Gestão - Usuários do SUS curitibano elogiam avanços na Saúde

0301 2 anos gestao2 anos de Gestão - Usuários do SUS curitibano elogiam avanços na Saúde

A dona de casa Fabiane Bortolin Godinho, 37 anos, é usuária de serviços de saúde da rede pública. Ao passar em frente à UPA CIC, reaberta em agosto, resolveu entrar apenas para conhecer a estrutura. Logo no primeiro olhar, ficou admirada com o ambiente e com o cuidado no acolhimento dos pacientes.

Depois de observar o bom fluxo de atendimento foi para casa e decidiu postar um elogio à unidade em uma rede social. “Eu me deparei com cenas de atendimentos tão humanos, tão maravilhosos que eu tinha que dividir isso com o maior número de pessoas o possível. O que é bom tem de ser reconhecido”, falou.

A família da microempresária Sileide Francisco da Silva, 50 anos, acionou uma ambulância do Samu após ela ter uma crise convulsiva. Sileide chegou à UPA em estado de confusão mental e sem capacidade de locomoção e fala. Foi prontamente atendida na ala de emergência e medicada. Algumas horas depois, ao retomar a consciência, conversou sobre o atendimento.

“Fui muito bem atendida pelo Samu”, relatou Sileide. “E aqui na UPA CIC, então, nem se fala, essas meninas são muito queridas. Cheguei aqui sem conseguir falar e agora já estou indo embora e feliz por estar conversando”, complementou.

Escute o Seu Coração
O cuidado com a saúde não acontece apenas na urgência e emergência; é bem mais amplo. Com o programa Escute o Seu Coração, por exemplo, lançado em maio pela Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba (SMS), a tônica é prevenir e trabalhar na promoção à saúde.

O casal Avanilda do Carmo Pantaleão, 66 anos, e Pedro de Souza Pantaleão, 65, tem um compromisso nas tardes de terça-feira. Eles participam de um dos grupos de controle da hipertensão e diabetes da Unidade de Saúde Solitude. Lá, têm apoio para cuidar melhor da própria saúde.

“Aprendemos muita coisa com a ajuda do grupo. Melhoramos a alimentação em casa. Agora já não tem tanto sal na comida”, conta Avanilda. “Não uso mais açúcar no café, não como mais pão, massa”, explica Pantaleão sobre as dicas que recebeu e que também o ajudaram a evitar o uso de insulina para tratar a diabetes.

No grupo, o casal recebe recomendações sobre o que colocar no prato e leva para casa os remédios prescritos pelos médicos. Os enfermeiros também avaliam exames de controle e aferem a pressão e outros dados vitais.

Os grupos de controle de hipertensão e diabetes estão organizados nas unidades de saúde de Curitiba e fazem parte da linha de cuidado do programa Escute o Seu Coração.

Aplicativo Saúde Já
Além de cuidar da prevenção e promoção à saúde no atendimento da urgência e emergência, a SMS também tornou mais prática a vida da população ao ampliar o leque de funcionalidade oferecidas pelo aplicativo Saúde Já Curitiba, em abril deste ano, quando a ferramenta passou a oferecer a possibilidade de acesso à carteira de vacinação virtual, realização de confirmação de consultas especializadas e exames, entre outros.

“Na era digital tudo é com aplicativo. É mais praticidade para cuidarmos da nossa saúde. Facilita a vida”, avaliou Arantxa Torquato, 22 anos.

A aposentada Olinda Fontana Moscon, 75 anos, ainda não conhecia a ferramenta, mas ficou animada com a novidade, depois que os funcionários da unidade de saúde Ouvidor Pardinho mostraram a ela. “Assim que chegar em casa, eu vou baixar no meu celular”, afirmou.

De acordo com a dona de casa Marilene Soares de Miranda, 43 anos, o aplicativo é fácil de usar. “Qualquer um acerta e com as novidades facilita mais a nossa vida”, disse.